COLUNA: PSICOLOGIA E BEM ESTAR


POR: LUANA PAULUK - UM DIÁRIO DE RABISCOS

Paranaense perdida em Rio Negro-PR, 25 anos, taurina, escritora e apaixonadíssima por livros, cinema, viajar e sorvete. Fico entediada bem rapidinho com as coisas, então, costumo fazer várias ao mesmo tempo.
Vivo à procura de encanto.
E você, vive em busca do quê?


PSICOLOGIA E BEM ESTAR

SEJA GENTIL

SE COLOQUE NO COLO EM DIAS FRIOS.

Este texto é um conselho: seja mais gentil consigo mesma. E quando eu digo ser gentil, falo de você parar pra se olhar na frente do espelho e tentar gostar do que vê. De você, ao querer se criticar, parar por um momento e ser piedosa, caridosa, e menos autodestrutiva com si própria. Que você pense: “desta vez eu não vou me colocar neste lugar desconfortável, desta vez não vou me colocar para baixo.”
Este texto é um lembrete pra você que tá tudo bem errar, porque ainda existe o dia seguinte. O próximo mês, a próxima primavera e o carnaval. Ainda há muito tempo pra você melhorar, progredir e se desenvolver. Então, não seja tão dura consigo própria. E aproveite cada parte sua: seus pensamentos pela noite, o momento do almoço, as idas à praia. Faça de tudo pra se olhar com a empatia que você olha pros outros. Faça de tudo pra que todo o amor que você entrega àqueles ao seu redor também chegue em você, sobretudo porque você é a pessoa que mais precisa da sua luz.
Você é um sol todinho, mas que também precisa ser iluminado.
Então seja gentil. Quando ficar irritada com si mesma em relação a algo que não deu certo, respira e tenta de novo. Quando se sentir fraca ou sem forças, tente sair de casa, correr, cozinhar, ler um livro que goste.
Se coloque no colo em dias frios, e permita-se estar sozinha em casa apreciando cada parte sua, que é linda, incrível, e precisa de você.
Você precisa de você.
Este texto é um convite: enxergue-se capaz de ser humana pra ser, também, capaz de ser gentil. 


PSICOLOGIA E BEM ESTAR

SILÊNCIO

SOMOS HUMANOS ERRANTES.

Que o nosso silêncio não nos agrida. Que a gente consiga fazer silêncio e ele não incomode nossos corações. Que o silêncio entre a gente, pouco antes de dormir, seja apenas a consequência de que nossos pensamentos estão em sincronia: é o amor crescendo entre nós.

Que nossas discussões terminem com a gente fazendo comida juntos. E rindo por termos ficado preciosos minutos um de cara virada pro outro. Que a palavra compreensão seja o nosso segundo nome. Que todo o meu orgulho tenha vergonha de continuar sendo orgulho quando te ver. E que todo o seu orgulho tenha vergonha de mim também.

Que a nossa relação seja sobre quem se doa mais, mas que isto não se torne uma competição de quem tem cedido mais, sobre quem tem sido mais flexível: que no nosso amar não exista nenhuma maldade e nenhuma briga de egos. Porque eu quero te amar livre, quero te amar limpo, quero te amar inteiro.

E que suas falhas não me assustem, afinal também tenho as minhas, e por esta razão a gente se entende: somos dois humanos errantes à procura de amar e ser amado.

E que você me enxergue igualmente como ser humano, até que nossos silêncios não nos machuquem, mas sim construam pontes pra diálogos maiores.

Que assim seja,

Amem. 


PSICOLOGIA E BEM ESTAR

AMOR

BRINCANDO DE AMAR

Porque a gente nunca celebra as pessoas que ficam por amor?
Hoje eu quero escrever sobre as pessoas que não vão embora, as que estão aqui pra todas as ocasiões, que são leais aos outros e, principalmente, a si mesmas.
Gente como eu, que viu o fim do amor tantas e tantas vezes, mas mesmo assim não desistiu de continuar amando, pois amar é o movimento mais poderoso pra enfrentar a frieza do outro lado; pra enfrentar o ódio e o desapego.
Quero falar sobre as pessoas que continuam amando independente se da outra ponta existe alguém brincando de amar. Sobre você, que permanece honesta, mesmo que outros já tenham te machucado e te feito quase desacreditar que cê merece ser feliz.

Quase.

Você continua acreditando, se entregando, e sendo a pessoa que fica pelo caminho. E ficar pelo caminho pode ser doloroso, mas é também a certeza de que em sua jornada não cabem meias-pessoas, meias-relações e meio-amor.
Este texto é pra você que está sozinha porque te deixaram pelo caminho: ele não te merecia. Você merece alguém que, como você, é inteiro e verdadeiro na entrega, no sentimento. Você merece alguém que, como você, se doa 100%, ainda que depois a consequência seja seu coração sozinho, procurando alguém pra se aconchegar.
Eu espero que você fique bem. Que entenda que sua intensidade não é motivo de vergonha. Que o amor não é pequeno, raso ou medíocre. Que o verdadeiro amor não vai te pedir pra ser menos intensa, ou menos você.
Alguém que te ame não te pedirá pra ser piscina enquanto você pode ser oceano.
Este texto é um convite: ser oceano é lindo. A sua verdade é linda. E ninguém tira isso de você. 


PSICOLOGIA E BEM ESTAR

ADRENALINA

VOCÊ É CAPAZ DE SER AMADO

E existe sempre uma pessoa, mágica, que aparece na sua vida pra te mostrar que você é capaz de amar e ser amada. Ela surge como uma supernova, como uma estrela cadente rápida, feita pra ficar pouco tempo, mas pra te fazer sentir muito.
Sabe essa adrenalina que você tá sentindo agora? Essa sensação gostosinha de estar com alguém que, finalmente, fez seu coração pular pra fora do peito? E é leve, porque não tem um nome ou uma obrigação; porque não tem hora certa pra acabar, mas é tão bom, que vale a pena cada minutinho ao lado. Guarda ela. Guarda e aproveita que momentos assim são raros.
Existe sempre alguém que vai te atravessar, depois de você passar por um período complicado e doloroso, pra te fazer se sentir viva novamente. Alguém que pode ficar por duas semanas, mas que fará do seu corpo a paisagem mais incrível da cidade. Que fará da sua risada a música mais bonita pra se ouvir. E ela vai te tirar de casa, te levar pros lugares mais impensados, te fazer sentir toda a adrenalina que é gostar de alguém sem medo e sem pressa de acabar - pois a gente sabe, e a gente sabe quando é pra ser.
Vai sempre existir alguém que te fará acreditar novamente no amor ou em si mesma. Que vai te ajudar a juntar os caquinhos que outras pessoas deixaram pelo caminho. Alguém que vai te ajudar a limpar o coração, pra depois você seguir em frente, ressignificada, agora pronta pra algo mais denso e maior
E você sabe, no final das contas, que não precisa durar uma eternidade. Que aquela semana, aquele mês, aquele tempo foi essencial pra você voltar a sentir esse batimento acelerado no peito.
Isso que você tá sentindo agora?
Guarda.
Guarda que não é todo dia que a gente vê estrela no céu.


Eu


Vai doer bastante agora. Os primeiros dias são sempre os mais difíceis. Você vai ligar pras suas amigas, contar que terminou, pedir pra que venham até sua casa. Elas vão te preparar alguma comida, colocar um filme pra assistirem juntas, pra então você se sentir um pouco melhor.

No começo parece uma enxaqueca que não passa nunca. Dói enquanto você toma banho, enquanto sai de casa pra comprar pão, quando vai às mesmas festas que ele. Você se pergunta como será quando o encontrar com outra pessoa, se divertindo sem você. Você se questiona como reagirá, e se seu corpo conseguirá manter o equilíbrio mediante a alguém que você ama não estando contigo.
E os primeiros dias são quase insuportáveis mesmo. Você se revira na cama procurando ele. Acorda pensando que a mensagem de bom dia estará lá, à sua espera. Imagina uma possível volta, ensaia um novo começo, articula o que falaria caso pudesse voltar atrás. Mas voltar atrás é muito longe agora, e você tem um caminho à frente pra recuperar.
Até que, aos pouquinhos, bem aos pouquinhos, você vai conseguindo passar pelo processo. Vai se recuperando primeiro fazendo coisas pequenas que gosta: indo ao cinema, encontrando-se com as amigas, indo à praia... Depois, percebendo que nem todo o fim acontece pra nos quebrar; às vezes ele acontece porque precisamos de outras perspectivas. E, por fim, encontrando uma nova e promissora vontade de viver, de se amar e de ser feliz.
Demora um pouco. Não te garanto que você vai superar de um dia pra outro.
Mas espero que pra você aconteça no tempo certo. Dia após dia. Choro após choro. Até você se reerguer.
Até você encontrar o brilho dos dias de novo.
E até ele, finalmente, ter ido. 


PSICOLOGIA E BEM ESTAR

SE NÃO FOSSE MINHA AMIGA

RECONSTRUÇÃO DE UM TÉRMINO

Se não fosse pela minha amiga que ficou duas horas comigo durante uma crise de ansiedade
E por uma outra, que escutou pacientemente todas as minhas queixas sobre meu processo de reconstrução após um término
Eu não estaria aqui
Se não fosse pelos meus amigos que me tiraram de casa nos piores dias e me fizeram rir não só das piadas, mas também das situações mais inesperadas
Meu ano não teria sido o mesmo
Meu 2019 não teria sido tão incrível se eu não tivesse pessoas ao meu redor que não abandonaram o barco quando eu mesmo quis pular
Eles não só seguraram a minha mão, como também cumpriram à risca a promessa de estarem ao meu lado nas minhas derrotas, vitórias e tempestades
E é a eles que agradeço: obrigado, amigos, por permanecerem, e por me fazerem mais feliz e completo por mais um ano

Se eu perdi pessoas? Muitas.
Mas eu também ganhei o presente da permanência. Porque quando alguém fica na sua vida, ela está dizendo: “conte comigo pra tudo”
E nunca antes eu havia sentido que as pessoas realmente queriam ficar como neste 2019
E teve também os que reapareceram, aqueles que voltaram pra minha vida e ressignificaram a palavra “amizade”
Porque eu aprendi que as pessoas voltam, sim, no momento certo e se puderem
Então eu agradeço a todos que me mantiveram firme e forte, aos que seguraram a barra comigo, aos que me viram perdido e mesmo assim não desistiram de mim, e aqueles que me ensinaram sobre amor próprio, pois foi por causa dele que aprendi a me amar, compreender e enxergar melhor
Obrigado por fazerem da nossa amizade e amor um motivo pra comemorar o ano
Obrigado, 2019, pelas pessoas incríveis que você me deu, e pela oportunidade de levá-las comigo pra 2020.

Palavra da arte:
Frase curta para a arte:
Legenda da postagem:
Sugestão de foto:
Você ficou tanto tempo nesta relação, que quando acabou, chegou a se perguntar se conseguiria amar de novo.
Mas se esqueceu que, assim como os dias e o processo de translação da terra, existe sempre um sol pra aparecer em algum lugar do planeta.
E é assim mesmo que o amor funciona: às vezes ele desaparece
Pra aparecer no dia seguinte
Maior e com mais luz.
E é por isto que você está aqui hoje, recarregada.
Não só da vontade de amar e ser amada novamente, como também da vontade de entregar a si mesma esse amor, vital pra sobrevivência de qualquer ser humano.
Você é como um girassol que só se deita pra direção onde há luz.
Que só se deita pro lado em que o sol brilha e tem afeto.
Por isso você chegou a duvidar que o sol brilharia. A gente sempre se pergunta se conseguiremos acompanhar a luz de novo, e se a luz conseguirá chegar ao nosso coração, pois o fim é sempre tão doloroso, que quase apaga a vontade de viver
E de querer crescer.

E então você cresceu e está aqui, desenvolvendo-se cada vez mais, porque está recebendo a luz do sol de novo, que é o amor de outra pessoa, agora bom, agora leve.
Porque tem cultivado a si mesma e, desta forma, consegue receber ainda mais luz, já que a primeira instância do amor
Acontece de você pra você.
E que lindo é vê-la crescer novamente. Ganhar forma
Ganhar força
Ganhar coragem pra se alinhar
Às órbitas da vida.
Ganhar coragem pra se alinhar
À luz mais bonita do mundo
A do amor. 


PSICOLOGIA E BEM ESTAR

CORAGEM

CHORAR E PERMITIR SER VULNERÁVEL

Admirei a coragem de uma mulher que sentava-se à minha frente hoje no metrô. Ela chorava, copiosamente, depois de terminar um namoro. Me disse: “a gente precisa chorar enquanto tiver lágrimas. Porque depois, não resta nada”. Fui pra casa com essa frase na cabeça e cheguei à conclusão de que precisamos, sim, chorar tudo que pudermos.

Chorar aquela relação que tinha tudo pra dar certo, mas não deu. Chorar aquela amizade perdida no meio do caminho, por questões cotidianas, porque cada uma se atolou nas suas próprias rotinas. Chorar aquele final de semana que você perdeu porque estava estudando tanto, mas tanto, que depois se arrependeu de não ter aproveitado melhor os dias. E chorar, enfim, o que você queria mas não aconteceu. Aquele emprego dos sonhos. A saudade dos pais. A ausência da avó. A comida da mãe que faz tempo que sua boca não abraça.
Chorar e se permitir ser vulnerável. Porque estamos sempre correndo e perdendo hora. Porque estamos sempre atrasados, para as relações ou para as reuniões de trabalho. Para os aniversários dos melhores amigos ou para os planos sobre o futuro, que a gente já nem sabe se quer realizar.

Chorar e se permitir ser vulnerável pra não chegar em mais uma relação com a garganta cheia de coisa pra dizer, pra não despejar na pessoa errada, pra não acabar antes mesmo de começar. É preciso chorar todas as mágoas, onde quer que seja, e se permitir ser vulnerável [no trabalho, nos transportes públicos, na faculdade] pra não cair no erro de achar que é invencível, que é indestrutível.
Você é humana, acima de tudo. E vulnerável também.
Chore, se quiser. Desabe, se precisar.
E siga em frente, quando achar que já pode.
Nossos processos são demorados mesmo. E tudo bem. 


PSICOLOGIA E BEM ESTAR

SOLIDÃO

NEM TUDO É SOLIDÃO SABIA?

Você sozinha em casa ouvindo suas músicas favoritas, vendo aquela série que descobriu acidentalmente e agora é sua preferida, a comida que faz carinhosamente pra alimentar sua fome e sua autoestima
O nome disso é solitude. Explico: quando você está tão contente em estar sozinha que sua própria presença não te agride, mas sim acalma, acalanta, te deixa confortável e segura
Nem tudo é solidão, sabia?
Quando você fecha os olhos no meio daquela festa e só existe você com seus pensamentos
Paranóias
Sensações e sentimentos
Quando você tem o criativo poder de criar seus próprios universos e viver neles
Solitude é esse momento em que você mergulha em si mesma e o mergulho não te dá medo: quanto mais profundo você ir, você perto de si mesma estará
Nem tudo é solidão, sabia?
Quando você vai ao cinema sozinha
E se pergunta por que não tinha feito isso antes.
Quando você ressignifica a palavra companhia, uma vez que levou a si mesma àquela sessão que não tinha muita gente, e por causa disso conseguiu se emocionar, rir sozinha, chorar... E não tinha ninguém pra te julgar ou te fazer perguntas do tipo: “por que você está chorando?”
O nome disso é solitude. Você optou por fazer uma escolha, que foi a de experimentar a sensação do mundo sozinha, e gostar dela
Nem tudo é solidão, sabia?
Quando você, pouco antes de cair no sono, fica a sós com seus pensamentos
E define estratégias pro dia seguinte.
E decide que vai se dar o prazer de ir a algum lugar sozinha
Ou mesmo que esteja rodeada de muita gente, ainda assim, sabe que é única, que é especial, e que não importa o que acontecer
Sua companhia estará sempre lá
Te encarando, te colocando pra existir no mundo, te enchendo de motivos pra continuar.


Eu
Você não teve medo de me perder. Enquanto eu arrumava as malas pra ir embora, seu rosto me dizia que não restava mais nada entre nós dois. A sua apatia dizia muito sobre o quanto nossa relação tinha falhado. Sobre o amor ter se transformado em nada a não ser indiferença. Não havia nenhuma lágrima no seu rosto ou pedido de desculpas que me fizesse voltar atrás. Não havia nenhuma palavra pedindo perdão por ter me ferido todos esses meses, por ter me enganado todo esse tempo.
Você não teve medo de me perder. Na semana seguinte, eu já tinha virado motivo de piada na roda dos seus amigos. Eles diziam que eu era paranoico, porque estava sempre preocupado com o seu bem-estar e com as escolhas que estava fazendo. O resto da história, a outra ponta do iceberg, a versão de que você me machucava todos os dias, alimentando minhas inseguranças, não foi contada.
Bem, eles saberão agora.
Que era você quem alimentava minhas inseguranças. Que era você quem colocava o medo em meus olhos. Que era você quem me fazia sentir pequeno, minúsculo, insignificante. Que as minhas crises de ansiedade muito aconteciam porque você estava nelas.
As suas escolhas, e a escolha por um caminho mais árduo, destruiu a confiança que eu tinha em você. Apagou todo o amor que eu tinha no começo da nossa relação, quando tudo que existia entre a gente era o compromisso de que tentaríamos ser o melhor que conseguíssemos.
Não conseguimos. Não conseguiríamos mesmo que eu me esforçasse muito. Porque em dado momento você já tinha aberto mão da nossa relação, e eu fui o último a enxergar isso. 


PSICOLOGIA E BEM ESTAR

AMOR

NÃO É SOBRE AMAR NÃO É?

Amar é apenas uma pequena faísca dentro de um contexto muito maior. Amar é apenas aquele primeiro impulso. Aquele primeiro ano onde vocês fazem tudo juntos, onde quer que vão, e as pessoas reconhecem que alguma coisa está acontecendo dentro do estômago de vocês. As famosas borboletas ainda estão muito vivas, dançantes e intactas.
Mas não é só sobre amar, é?
Depois de um tempo, você começa a procurar outros motivos pra estar com ele. A maneira como ele te responde cuidadosamente, a todos os 10 tópicos diferentes que você manda no whatsapp.
A maneira como ele não se distrai estando com você, mesmo que o mundo esteja ruindo lá fora. Ele, ainda assim, percebe todos os seus movimentos e aprecia cada um deles.
A forma como ela guarda cada data da relação de vocês: o primeiro beijo, a primeira vez que ela disse eu te amo, a primeira vez que compraram um móvel juntas, a primeira vez na casa dos pais dela, as-outras-muitas-primeiras-vezes.
Não é só sobre amar, é?
Porque a gente quer mais do que alguém pra amar. A gente quer alguém pra rir das nossas piadas idiotas, pra se emocionar quando ganhamos uma promoção no trabalho, pra recriar as cenas mais bregas dos filmes mais água-com-açúcar que existem; aqueles que passam na sessão da tarde e você sempre quis assistir com companhia - e agora tem.
Não é só porque vocês se amam que estão juntos. Há outros fatores envolvidos, como cuidado, atenção, carinho, percepção.
Porque ele pergunta se você chegou em casa e se precisa de alguma coisa. E todo santo dia é esta mesma ladainha, tanto que te deixa até sem graça.
Porque não é só sobre amar, é?
É sobre se sentir segura, protegida e confortável. E se sentir confortável não tem preço.
Porque não é só sobre amar, é?
Ela acorda cinco minutos antes do alarme pra te ver dormir. E chegaria atrasada no trabalho se pudesse pra te ver dormir mais.
É. Não é mesmo só sobre amar.
É sobre os outros sentimentos que deixamos de notar por não perceber que são eles que fazem as borboletas continuarem vivas no estômago. 


PSICOLOGIA E BEM ESTAR

CONSTÂNCIA

ME COBRO TANTO QUE ME CANSO

Me cobro tanto que às vezes me canso. Não importa quantas conquistas eu atinja, nem quantas oportunidades surjam no meu caminho, sendo bem aproveitadas. Nem mesmo a quantidade de orgulhos que dou pra mim mesma é assim tão relevante, quando comparada ao meu nível de cobrança.
Eu sempre espero mais de mim. Sempre gostaria de ter feito mais, de ter ido mais longe, de ter acumulado mais conquistas. E às vezes isso até me deixa triste. Porque eu não sei lidar muito bem com o desgaste de, com alguma frequência, cismar que não tenho sido o suficiente.
Mas a terapia ajuda com esse processo. E os meus amigos e a minha família também, com suas falas compreensivas e orgulho ilimitado. Mas, às vezes, eu entendo que preciso ficar sozinha comigo mesma e entender que eu não posso cobrar de mim perfeição ou sucesso irrestrito. A vida sempre vai ser, em níveis diferentes, uma mistura de sucessos e fracassos.
Cabe a mim entender que não sou perfeita, nem igual a ninguém que conheço. Sou humana. E, portanto, preciso respeitar os meus erros e limites, porque eles vão continuar existindo até o fim dos meus dias. 


PSICOLOGIA E BEM ESTAR

ADULTO

SER ADULTO AS VEZES PESA DEMAIS.

Ser adulto às vezes pesa demais
Quando tudo que você queria era poder passar mais um dia inteiro na cama tentando não pensar em nada;
Mas você precisa acordar, lavar o rosto, trabalhar o dia inteiro, estudar
Quem sabe até arrumar a casa
Pra depois recomeçar
Tudo de novo e de novo e de novo
Às vezes os dias se arrastam em uma sucessão de preocupações e correrias
E é claro que a sensação de ser o único responsável por si mesmo pode ser boa
Ou bem ruim
Nos momentos em que você percebe que talvez não esteja conseguindo dar conta

Mas, pra te falar a verdade, mesmo com todas as dores
Você consegue, sim
Foram as dificuldades e as quebras de expectativa que me ensinaram
Que a gente aguenta muito mais do que pensa
Que a gente é muito mais forte do que sequer imagina
Que outro dia vai vir e, sendo ele bom ou ruim, ainda vamos conseguir dar conta;
Pra viver outro milhão de experiências

Eu sei que agora dói e muitas vezes vai continuar doendo
Mas você vai ainda viver muitos sucessos e conquistas
Muitas até mesmo inesperadas
E no meio da rotina dos dias
Algumas pessoas e sorrisos específicos
Serão capazes de iluminar tudo ao seu redor
E te lembrar de que levantar da cama no dia seguinte
Vai ser mais do que possível
Pode ser até bem melhor do que você esperava.

Palavra da arte:
Frase curta para a arte:
Legenda da postagem:
Sugestão de foto:
Depois de todas as despedidas, sempre fica a sensação daquilo que poderia-ter-sido. Pra mim, é meio inevitável me culpar. Me perguntar o que teria acontecido se eu tivesse falado mais de música, filmes ou qualquer outro assunto além da rotina. Me questionar se eu poderia ter mantido a outra pessoa por perto se eu fosse mais simpática, compreensiva, atenciosa. Sei lá. Sempre aquele gosto de não saber por que as coisas não continuaram. Aquela sensação de que tinha tudo pra dar certo. Mas não deu.

Talvez tudo quase sempre termine mais cedo do que eu acho que deveria, pra mim, porque eu sinto um medo enorme de me abrir. De contar meus medos, meus defeitos, minhas inseguranças. Deixar que alguém me conheça profundamente é entregar o poder de me destruir nas mãos de outra pessoa. E às vezes penso que eu já me destruo demais sozinha. Por isso prefiro a autopreservação ao risco, mas pago um preço alto por isso. Sei que esse é um dos motivos de eu ter sido, desde sempre, uma alma solitária.

Mas talvez eu devesse me culpar menos, sabe? Tudo bem. E daí que agora, nesse momento, eu não consigo confiar em muitas pessoas? Esse é o meu limite agora. E eu tenho que respeitar isso: não vale a pena me forçar pra viver uma relação amorosa, por exemplo, quando não me sinto pronta pra isso. Preciso continuar me cuidando, descobrindo as coisas que eu gosto, investindo em mim mesma. Sabendo mais dos meus próprios pontos fracos antes de resolver dividir os detalhes deles com outras pessoas.

Eu sei que preciso aprender a conviver muito bem comigo mesma primeiro. Pra depois poder deixar alguém entrar na minha vida e bagunçar muito do que eu acredito, me fazer ter certeza de algumas ideias e renovar mais uns tantos conceitos. Eu quero estar pronta, mas tenho tempo.

E agora eu só quero aprender a respeitar as minhas próprias barreiras, limites e inseguranças. Pra que, daqui a um tempo, eu seja capaz de me libertar de pelo menos uma parte deles. 


PSICOLOGIA E BEM ESTAR

SEGUIR EM FRENTE

CAMINHO COM O CORAÇÃO LIMPO.

Desejo que você encontre força pra seguir em frente. Nem que pra isso seja necessário ir embora de algo ou alguém. Nem que pra isso seja necessário voltar atrás e pedir perdão, pra assim continuar o caminho com o coração limpo e a mente saudável. Desejo que você encontre força pra encontrar um sentido, ainda que agora seus olhos estejam fechados em frente ao espetáculo que é a vida. Mesmo que hoje esteja sendo mais um dia difícil, no meio de outros tantos que você já viveu, e pareça que continuará assim pra sempre.

Não vai. Dias difíceis aparecem porque precisamos, às vezes, descobrir nossa força. Descobrir que somos capazes de sair das mais difíceis e cansativas situações. Descobrir que somos seres humanos tão fortes e resilientes, que nem os dias cinzas e chuvosos têm poder sobre nossa vontade de estar vivo e de continuar vivendo. Os dias difíceis aparecem pra gente perceber que os dias felizes valem ainda mais a pena serem vividos. Que os dias felizes são preciosos e que merecem nossa comemoração, assim como os dias em que a gente mal consegue levantar da cama.

Desejo que você encontre força naquele livro que gosta de ler. Naquele filme que viu e reviu várias e várias vezes que sabe de cor e salteado os diálogos. Naquela série que te faz rir quando tudo ao redor parece triste demais. Naquela comida que te lembra o abraço quente e macio da sua mãe. Naqueles dias de sol que você aprecia, e que são só seus. Pega todos esses momentos, se agarra neles, transforme-os em refúgios pra quando o dia não estiver feliz ou você se sentir desencontrada. Agarre-se a tudo que possa fazer você respirar pausadamente, tendo a certeza de que nenhum momento doloroso durará pra sempre e que os dias seguintes estarão esperando você.

Desejo força pra você se reinventar. Procurar e achar novas formas de ser feliz. E de entender o propósito dos dias nem tão felizes assim. Desejo força pra você ressignificar a dor. Transformá-la em lição, aprendizagem ou adubo pro seu crescimento. Pra transformar sua dor em uma conversa aliviada com seus amigos sobre como você passou pelo que pensou que não passaria jamais. Você passou, sobreviveu, e está aqui.

Você passou ainda que com cicatrizes. Mesmo achando que não conseguiria.

E eu tenho orgulho de você. 


PSICOLOGIA E BEM ESTAR

SONHO

CIRCUNSTÂNCIAS SÃO MAIORES QUE VOCÊ.

Às vezes você vai perder alguém que ama. Você vai perdê-la pra vida.
Pras circunstâncias que são maiores que você.
Pro sonho que ele tem de estudar em outro lugar. De viver outro momento
Diferente do seu. Pras escolhas que ele fará e que infelizmente não terá você.
E isso nada diz sobre ele te amar menos ou te querer menos.
É só que acontece, vez ou outra, de não ser naquela hora. De não acontecer
Do jeito que você espera.
Amar alguém é também sobre saber que pode não durar pra sempre. Que pode durar
Menos que você imagina. Mas que também pode ser bom, incrível, e te impulsionar pra outros relacionamentos, inclusive consigo mesma, agora totalmente consciente das possibilidades. 


PSICOLOGIA E BEM ESTAR

PROCESSO

A VIDA NÃO VAI SER CLARA O TEMPO TODO.

Bom,
Você não vai entender muitas coisas
A vida não vai ser clara o tempo todo
Digamos que ela é como o sol escondido de trás das nuvens
Você não o vê claramente, mas sabe que dele são as luzes que o dia trouxe pela manhã
É confuso. A vida é um tanto complicada,
Complicada entre aspas né?
Acho que quem complica na verdade somos nós.
Olha... Às vezes você vai questionar os resultados
Sem enxergar o ganho que teve no processo
Você vai errar e errar de novo e de novo
Até que um dia você finalmente vai acertar
O curioso de tudo isso é que só o ganho não vai bastar
Entao você vai traçar outra meta
Até que a possa ultrapassar novamente
Por que a vida é assim
É assim, nos somos assim
Somos pessoas inteligentes
E de tão inteligentes, nos perdemos na nossa própria fonte de ideias
A gente se enrosca em fios abertos
A gente quer estar longe e ao mesmo tempo quer estar perto
Nem a gente se entende mas queremos exigir compreensão
Não sabemos do que falamos
E quantas vezes somos levados pela nossa emoção
Engracado
De repente nos chocamos
Com o que já sabíamos que aconteceria
A gente prevê as consequências, claro
Mas continuamos na mesma linha
Queremos mudar mas temos insegurança
Temos medo de sofrer Medo de frustrar a esperança
Mas que esperança é essa
Se já é algo previsível
A arte de ser feliz sempre foi crer no invisível
Mas pra acreditar no que não se vê
Tem que ter ousadia e tem que ter ânimo
Os dias cinzas vem pra todos
O legal é colorir de novo
Acho que o legal da vida, e de estar aqui nessa terra
Não é ser forte o tempo todo sabe?
Mas é não desistir da guerra ?

Vai pra cima e vai com tudo
Deixa falarem, eles sempre falam
Porque vai chegar o dia
Em que o discurso vai mudar
E daquele que eles zombaram
Terão orgulho em comentar
Não se cobre tanto
Viva intensamente
Tenha histórias pra contar!
Acho que todos nós temos boas que guardamos. E por que não compartilhar?
Viva a vida, não tenha medo de viver a graça de existir
É não poder tudo compreender


PSICOLOGIA E BEM ESTAR

DEPRESSÃO

TRANSFORME ESTE SENTIMENTO EM LIBERDADE.

Você está vivendo um episódio de depressão. Eu sei porque já estive aí e pode ser que volte em alguma hora. Bem, quero aproveitar este momento em que me encontro aqui do lado de fora para te escrever esta carta com base no eu que já esteve aí e neste outro que um dia pode voltar.

Não tenho a pretensão de te ajudar. Quero apenas te fazer companhia por alguns momentos, como uma desconhecida que se senta do seu lado num banco público, reconhece a tua solidão e puxa uma conversa, tentando respeitar sua aflição e tomando cuidado para não perturbar a segurança precária do teu isolamento.

Talvez, enquanto eu fale ou escreva, você continue sentindo uma tristeza, um desânimo e um vazio que te acompanham até demais, só que tudo isso não te impede de trabalhar, de cuidar da vida e fingir que está tudo bem quando a ocasião requer. Ou talvez você esteja paralisado e sozinho, duvidando que possa realmente sair do buraco algum dia.

Quero ser franca contigo, porque sei que nessa condição temos pouca paciência para papo furado. A depressão pode mesmo levar ao suicídio. Em outros casos, ela pode ser uma pena longa e severa, anos e anos de prisão intelectual, afetiva e funcional. A vida se derramando no ralo do tempo.

Acho bom encarar isso. É preciso reconhecer a dimensão desse obstáculo. Primeiro, para nos darmos conta de que essa condição demanda nossa atenção e cuidados imediatos e continuados. Depois, para estarmos seguros de que estão errados aqueles que, por não a terem experimentado, e por estarem mal informados, subestimam ou estigmatizam a depressão. Com isso, contribuem para criar dificuldades ao enfrentamento adequado de um problema de saúde pública mundial.

Também contribuem para agravar o sofrimento de pessoas próximas. Eu tinha minhas dúvidas quando estava aí onde você está, mas hoje é bastante claro para mim: depressão não é sinal de fraqueza. Pode ser, antes, indício de sensibilidade e de inteligência (ainda que muitas pessoas sensíveis e inteligentes não sofram com ela, felizmente). Não é motivo de culpa, e sim uma enfermidade que pode e deve ser tratada.

Para mim, faz sentido pensar na depressão como um feitiço ou um pesadelo. Um filme de terror. Um porre brabo, uma pedra no rim. É terrível, mas uma hora acaba (não digo que acabe por si só; é mais provável que requeira um esforço consciente, prolongado e considerável, na maior parte dos casos).

Mas uma hora tem que chegar a um final tudo isso, toda essa dor, e eu espero que não seja da forma errada, por que o suicídio não é o fim, você não quer morrer, e sim matar a dor aí que está dentro de si.

Mas não se esqueça disso que no final, você irá se lembrar e terá sido uma lição singela, mas experimentei a dor que estar à deriva na existência pode trazer e ao menos sei que a busca de significado depende de mim. Você não está sozinho nessa viagem. Te desejo força e sorte. Desejo que você possa transformar esse sofrimento em liberdade.

É GRATIDÃO QUE NÃO CABE NO PEITO

Um Diário de Rabiscos da colunista Luana Pauluk foi criado para abordar conteúdos variados do universo realista. Manter a interação direta com nossos leitores através das redes sociais, e conteúdos atualizados semanalmente, permitindo busca de qualidade num só lugar, de fácil compreensão. E incentivar cada vez mais pessoas que ainda aqueles sonhos que parecem perdidos estão apenas começando! Aprendo para te ajudar e incentivar, voltar a sonhar e acredite nada está perdido!

Vamos conosco nesse mundo cheio de mágicas?!

WHATSAPP

(41) 9.9639.9008

LOCALIZAÇÃO

RIO NEGRO, PARANÁ